SARANDI PR OBRAS PÚBLICAS 52% DELAS ATRASADAS ENTRE 2014-2016

No Comments

SARANDI PR OBRAS PÚBLICAS 52% DELAS ATRASADAS ENTRE 2014-2016 2

SARANDI PR OBRAS PÚBLICAS 52% DELAS ATRASADAS ENTRE 2014-2016

Obras Públicas precisa ser conduzida por “vontade técnica” e não apenas “política”, ou se sabe priorizar ou se paga caro deixando de atender sua finalidade pública.

Segundo este breve Levantamento das Obras Públicas entre 2014 a 2016 obtida no site do Portal da Transparência Pública de Sarandi foram mais de 42 Obras Iniciadas naquele período, conforme Tabela abaixo.

Destas iniciadas menos da metade ou 20 Obras foram “Concluídas”, tendo 06 “Paralisadas” e outras 15 “Em Andamentos” ambas quando todas terminadas consumirão cerca de R$ 55,39 Milhões.

2015 foi ano com o menor número de “Obras Iniciadas”, apenas sete (07) com quatro (04) “Concluídas”, logo em 2016, elevou-se para nove (09), porém neste mesmo ano nenhuma obra foi “concluída”.

2014 foi ano com o maior “boom” de “Obras Iniciadas”, 26, e caindo enormemente para sete (07) em 2015.

SARANDI PR OBRAS PÚBLICAS 52% DELAS ATRASADAS ENTRE 2014-2016

Em 2014 a obra mais cara foi a “Pavimentação Asfáltica do Parque Industrial 4º e 5º Parte” consumindo R$ 6,41 Milhões junto com a construção de cinco (05) Unidades Básicas de Saúde por R$ 17,7 Milhões, onde atinge a incrível soma de R$ 24,11 Milhões ou 60,87% dos R$ 39,61 Milhões gastos em obras só em 2014.

Já em 2015, foi o pior ano em volume de obras, onde sua maior Obra ser a “Construção da Arquibancada do Estádio Municipal” com ordem de serviço no valor de R$ 1,14 Milhões ou 32,57% dos R$ 3,5 Milhões empenhados no ano.

Em 2016 volta a se elevar o valor dos “Montantes das obras” para R$ 12,28 Milhões, porém seu volume ou quantidade permanece em apenas nove (09) das quais todas estão classificadas como “Em Andamento”.

As mais caras Obras em 2016 são a “Pavimentação Asfáltica no Regime Comunitário do Jardim Universal” com R$ 3,82 Milhões, seguido do “Pavimentação do Bom Pastor” com R$ 2,69 Milhões, ambos consumindo R$ 6,51 Milhões ou 53,01% dos R$ 12,28 em obras deste ano.

Portanto, neste breve estudo notamos a extrema responsabilidade em saber planejar para saber “priorizar” com responsabilidade evitando, assim, desperdício do dinheiro público.

Editorial por

Dr Allan Marcio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *