Projeto de Pesquisa Modelos TCCProjeto de Pesquisa Modelos TCC – SERVIÇO SOCIAL MODELO DE PROJETO DE PESQUISA – TCC

 

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA (TCC)

Protocolo nº ____/___ Fls ____

Data: _____/______/________

Funcionário: _______________

TÍTULO DO

PROJETO:

 

GESTOR (Coordenador/ Responsável pelo Projeto):

 

INSTITUIÇÃO:

 

CURSO:

 

ÁREA (CNPq):

Ciências Sociais Aplicadas

6.10.00.00-00

SUB-ÁREA(CNPq):

Serviço Social

E-MAIL:

 

TELEFONE:

 

COORDENADORIA(S)

DO (S) CURSO(S) DE

 

 

1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA

1.1. TÍTULO:

 
  

1.2. GESTOR:

 

 

1.3. PROPONENTE:

Instituição:

 
   

1.4. ÓRGÃOS

CO-PARTICIPANTES:

Instituição:

 
   
 

Instituição:

 
   

1.5. DIMENSÃO:

  

Tipo de Clientela:

 

Local de Realização (local/cidade)

 
   

1.6. PERÍODO DE REALIZAÇÃO:

 

a

 
   

1.7. HORÁRIO:

  

Dia(s) da semana:

 

Turno (diurno, noturno ou integral)

 

Horas/aula:

Das

19h

às

22h30

  
 

Das

19h

às

22h30

  
   

1.8.

 

PRAZO DE EXECUÇÃO (MESES):

  
   

1.9. CARGA HORÁRIA TOTAL

(Hora = 50 minutos):

 

 
 
             

1.10. QUANTIDADE DE VAGAS

(Discentes):

Número mínimo:

 
 

Número máximo:

 

1.11. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DO(S) ACADÊMICO(S):

 

1.12. SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO(S) ACADÊMICO(S):

(freqüência mínima obrigatória de 75%, nota mínima opcional)

 

2. DETALHAMENTO DO PROJETO

2.1. JUSTIFICATIVA:

 

2.2. OBJETIVO(S)

Objetivo geral:

 

Objetivos específicos:

·

2.3. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO

ATIVIDADE

PERÍODO

CARGA HORÁRIA

 
     
     
     
     
     
     
     
      

2.4. METODOLOGIA

 

2.5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CONANDA. Sistema nacional de atendimento socioeducativo. São Paulo, 2009.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 3ª ed. São Paulo, Ed. Atlas, 1996.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 4ª ed. São Paulo, Ed. Atlas, 1994.

GOMES, A. C. Brasil – Criança – Urgente – A Lei. São Paulo: Columbus/IBPS, 1990.

ROMERA, Valderês M. O Adolescente e o Ato Infracional. Texto para fins didáticos para disciplina de OFP II, São Paulo, 2007.

SANTOS, L. O Estatuto da Criança e do Adolescente e a prática com jovens autores de ato infracional. Revista Agora. Ano 2, n. 4, julho de 2006. Disponível em: <http://www.assistentesocial.com.br/fa sciculoanterior-agora5-num4.html.> Acesso em:27 out. 2007

SALES, M. A. (In) visibilidade perversa: adolescentes infratores como metáfora da violência. São Paulo: Cortez, 2007

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas , 1987.

VOLPI, M. O adolescente e o ato infracional. São Paulo: Cortez, 2006.

2.6. ENVOLVIDOS NA REALIZAÇÃO

Nome:

 

CPF:

 

Instituição/cidade:

 

Última titulação:

 

Tipo de participação (*):

 

Nome:

 

CPF:

 

Instituição/cidade:

 

Última titulação:

 

Tipo de participação (*):

 

Nome:

 

CPF:

 

Instituição/cidade:

 

Última titulação:

 

Tipo de participação (*):

 

Nome:

 

CPF:

 

Instituição/cidade:

 

Última titulação:

 

Tipo de participação (*):

 

Nome:

 

CPF:

 

Instituição/cidade:

 

Última titulação:

 

Tipo de participação (*):

 

(*) TIPOS DE PARTICIPAÇÃO:

1 - Gestor; 2 – Pesquisador Orientador; 3 – Pesquisador Colaborador; 4 – Apoio Técnico; 5 – Discente; 6 – Outro (especificar).

2.7. CURRICULUM VITAE RESUMIDO (GESTOR E PESQUISADORES)

- Nome completo:

- Instituição/Função

- Endereço para correspondência:

..

- Telefone: – E-mail:

- Graduação:

Curso: Bacharel em Serviço Social

Instituição:

Ano de conclusão:

- Pós-Graduação:

· Mestrado (instituição/local/curso/área/ano de conclusão):

Área:

Ano de conclusão:

- Nome completo (ALUNO):

- Instituição/Função: Faculdade – Discente

- Endereço para correspondência

- Telefone

- E-mail:

- Graduação:

Curso: Bacharel em Serviço Social (cursando Xª ano)

Instituição: Faculdade XXX

3. RECURSOS NECESSÁRIOS

3.1. ESPAÇO FÍSICO

 

Instalação:

- Sala de aula da Faculdade XXX, nos dias destinados a elaboração do TCC (quinta e sexta-feira), no período XXX, às quatro (4) aulas, totalizando 8 h/a por semana.

- Biblioteca da Faculdade XXX;

- Laboratório de Informática da Faculdade XXXX.

 

3.2. EQUIPAMENTO(S) E/OU MATERIAL PERMANENTE

Ø Computador;

Ø Mesa;

Ø Cadeira;

Ø Livros.

Equipamento e material permanente sob responsabilidade do discente.

3.3. MATERIAL DE CONSUMO

Ø 5 Caneta;

Ø 3 Lápis;

Ø 1 Caderno;

Ø 2 Resma de sulfite (200 folhas);

Ø 2 Cartucho de tinta para impressora;

Material de consumo sob responsabilidade do discente.

3.4. PESQUISA COM SERES HUMANOS/ANIMAIS DE LABORATÓRIO E ANIMAIS SILVESTRES:

  • Ver recomendações em ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO.

4. ORÇAMENTO

4.1 RECEITAS

Especificação

Valores (em R$)

Órgão Proponente

R$00,00

Outras Fontes (discriminar)

 

Total das Receitas

R$00,00

4.2. DESPESAS

Especificação

Valores (em R$)

Pessoal e Encargos Sociais

 

SUBTOTAL (1)

 
  

Diárias, ressarcimento e ajuda de custo

 

Equipamento(s) e Material Permanente

 

Material de Consumo

00,00

Passagens e Despesas com Locomoção

 

Divulgação e Propaganda

 

Certificados e Atestados

 

Outros Serviços de Terceiros (pessoa física)

 

Outros Serviços de Terceiros (pessoa jurídica)

 

Fotocópias (xerox)

00,00

Fornecimento de alimentação

 

Outro (especificar)

 

SUBTOTAL (2)

 

 

TOTAL GERAL (1 + 2)

 

00,00

Todas as despesas serão custeadas pelo discente.

5. LOCAL, DATA E ASSINATURA DO GESTOR

Maringa,___/___/__

___________________________

Profª. XXX

Professor do curso de Serviço Social

SERVIÇO SOCIAL MODELO DE PROJETO DE PESQUISA – TCC – ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO

1.

Execução do Projeto: As atividades só deverão ter início após a aprovação final.

 

2.

Gestor: preencher o nome completo, sem abreviaturas.

 

3.

E-mail, telefone e endereço: em caso de mudança notifique a Coordenação de Projetos imediatamente.

 

4.

Informações sobre o Projeto: preencha de forma clara e objetiva. Estas informações serão destinadas à divulgação ao público leigo em relatórios e internet.

 

5.

O Projeto deverá envolver no máximo 5 (cinco) integrantes, distribuídos entre orientadores, docentes e acadêmicos). Relacionar o nome completo de todos os participantes, inclusive de acadêmicos. Após a aprovação do Projeto, o Gestor deverá informar oficialmente à Coordenação de Projetos sobre qualquer alteração de participantes.

 

6.

Período de realização: indicar a duração do Projeto, isto é, o início e fim de todas as atividades referentes ao projeto.

 

7.

Justificativa: descrever a necessidade e a relevância da pesquisa sobre o assunto e a importância para a UNINGÁ, em investir recursos humanos e materiais no projeto.

 

8.

Objetivo Geral: meta ou alvo que se quer atingir com o desenvolvimento do Projeto (indicar onde se pretende chegar).

 

9.

Objetivos específicos: O que se pretende fazer, para alcançar o objetivo geral.

 

10.

Metodologia: descrever as etapas que serão executadas (o que se pretende fazer e como), qual o universo envolvido (população ou amostra) e a análise dos dados. Se envolver acadêmicos, especificar como será a sua participação.

 

11.

Referências Bibliográficas: para a citação, seguir as instruções da Revista da UNINGÁ.

 

12.

Recursos Humanos: as atividades do Projeto deverão ser executadas pelos próprios participantes, não sendo permitida a solicitação destas aos funcionários da Instituição, se os mesmos não constarem da relação de participantes (em Envolvidos na Realização).

13.

Espaço Físico: especificar quais as instalações da UNINGÁ ou de outra instituição que serão utilizadas no desenvolvimento do Projeto de Pesquisa. O GESTOR deverá verificar a possibilidade de disponibilidade junto aos responsáveis.

 

14.

Equipamentos e/ou Material permanente: listar tudo o que será utilizado (Computadores, livros, balanças, etc.). Se forem materiais da UNINGÁ, o GESTOR deverá verificar junto aos responsáveis pelos mesmos, a possibilidade de disponibilidade nos dias e horários previstos para o desenvolvimento do Projeto. Se houver necessidade de aquisição (compra) solicitar antecipadamente junto ao setor administrativo (após a aprovação final do Projeto).

 

15.

Material de consumo: listar tudo o que será utilizado (reagentes, papel, cola, materiais descartáveis, vidraria, etc.). Se forem materiais da UNINGÁ, o GESTOR deverá verificar junto aos responsáveis pelos mesmos, a possibilidade de disponibilidade nos dias e horários previstos para o desenvolvimento do Projeto. Se houver necessidade de aquisição (compra) solicitar antecipadamente junto ao setor administrativo (após a aprovação final do Projeto).

 

16.

Pesquisa com seres humanos:

-

Após aprovação do Diretor Geral da XXXX, o Projeto deverá ser encaminhado pelo Gestor para análise e aprovação por um Comitê de Ética devidamente credenciado, em atendimento à determinação do Conselho Nacional de Saúde/Ministério da Saúde (Resolução Normativa 196/96 e Resolução 251/97).

-

ANEXAR O CERTIFICADO OU CARTA DE APROVAÇÂO expedido pelo Comitê de Ética e retornar o Projeto para a Coordenação de Projetos da XXX para formalização e aprovação final, na Instituição.

17.

 

Pesquisa com animais de laboratório (ratos, camundongos etc.):

-

Após aprovação do Diretor Geral da UNINGÁ, o Projeto deverá ser encaminhado pelo Gestor para análise e aprovação por um Comitê de Ética em Experimentação Animal,devidamente credenciado.

-

ANEXAR O CERTIFICADO ou CARTA DE APROVAÇÂO expedido pelo Comitê de Ética e retornar o Projeto para a Coordenação de Projetos da UNINGÁ para formalização e aprovação final, na Instituição.

-

o Gestor deverá fazer a solicitação ao setor responsável, com antecedência hábil, para viabilizar a programação do Biotério da XXX.

18.

Pesquisa com animais silvestres:

-

Após aprovação do Diretor Geral da XXX, o Gestor deverá providenciar a obtenção de AUTORIZAÇÃO ou LICENÇA expedida pelo IBAMA ou órgão responsável, conforme a legislação brasileira vigente, antes do início de execução do Projeto.

-

ANEXAR A LICENÇA OU AUTORIZAÇÃO e retornar o Projeto para a Coordenação de Projetos da UNINGÁ para formalização e aprovação final, na Instituição.

19.

Para programação orçamentária, especificar quando e quanto recurso necessitará.

 

20.

A cotação de preços para elaboração das Despesas é de responsabilidade do GESTOR do Projeto.